A BNCC traz em seu capítulo introdutório, talvez, a maior inovação presente nesse documento para a educação, que são dez Competências Gerais. Para desenvolver todas as dimensões propostas pelas competências gerais, onde se pretende   legitimar o papel da educação. Uma educação que , de fato seja capaz de contemplar todas as dimensões de desenvolvimento do ser humano nos aspectos cognitivos, físicos, sociais, emocionais e culturais.

Nosso currículo deve ter como foco a promoção do conhecimento, de habilidades e atitudes, ou seja, não adianta saber somente sobre o conteúdo, é preciso trabalhar de forma a desenvolver em nossos alunos a capacidade de usar esses conhecimentos, ou seja, ter habilidade para aplicar esses conhecimentos, mas também ter atitudes positivas para que essas habilidades possam resultar num preparo maior para a vida. E foi essa a proposta de trabalho da disciplina Filosofia, com o professor Egídio nas turmas de 6º a 9º ano do Ensino Fundamental Anos Finais.

A filosofia é a base e um meio provocador para a própria vida. Neste sentido, com o intuito de conectar e estimular nossos alunos, cada ano desenvolveu uma atividade referente “A EXPLICAÇÃO MÍTICA E RACIONAL SOBRE A NATUREZA” – 6º ano, “O VIVER BEM PARA OS CÍNICOS E EPICURO” com os 7º anos, “A RAZÃO E O SABER” – tema abordado com os 8º anos e para as turmas de 9º ano “ALÉM DA RAZÃO – EXISTENCIALISMO”.

A maneira como os conteúdos foram apresentado motivaram e foram importantes para compreensão do saber filosófico. Dialogando com a competência seis da BNCC- Base nacional Comum Curricular, que prevê em seu texto buscar espaços de interação e de argumentação. Preparar o aluno para opinar, atento às evidências necessárias. É preciso combater achismos e basear a opinião somente por essa percepção, por se achar. Essa competência nos convida a preparar os alunos a buscar fundamentos que embasam as opiniões emitidas. A capacidade de argumentação é justamente isso, é trazer os elementos, as evidências, os dados necessários para que eu possa criar um bom argumento, que eu possa defender minhas ideias com convicção, mas com a preocupação de não ferir ou desrespeitar, que sejam argumentos que integrem e incluam toda a diversidade e que possa também respeitar o argumento do outro. É potencializar um aluno capaz de criar argumentos éticos e que prevaleça o respeito. Papel essencial e muito bem trabalhados na disciplina de Filosofia.

Veja mais fotos

Cadastre-se em nosso Site