Do Floresta ao Nova Floresta, clique aqui e saiba mais

Os primeiros padres Escolápios que vieram ao Brasil em 1934 fundaram a 1ª casa em Poços de Caldas. Mas, pouco tempo depois, foram chamados à Espanha e a fundação não vingou.

Em julho de 1951, veio ao Brasil o padre Francisco Orcoyen, com a missão de tentar a fundação de um colégio de padres Escolápios em MG. Não se tratava de instalar uma nova escola, nem sequer de mais uma nova escola católica, mas de se criar uma escola com a filosofia própria de São José de Calasanz.

Depois de conhecer diversos locais e obter a licença indispensável do arcebispo, Dom Antônio dos Santos Cabral, padre Francisco instalou-se junto com quatro companheiros, que chegaram poucos meses depois, na Avenida Tocantins, hoje Assis Chateaubriand, 499 – exatamente onde está o Teatro Alterosa.

Os padres Escolápios do Colégio São Miguel Arcanjo, aceitavam todo tipo de aluno, sem distinção de raça, credo ou cor, seguindo a mesma filosofia do Fundador.

Em 1958, durante a construção do prédio, atualmente destinado às salas de aula, o colégio funcionou provisoriamente no lactário da paróquia Santo Afonso.

No ano de 1960 já estava funcionando nas novas dependências do atual endereço. Eram oito (8) salas de aula.

O “Ensino Fundamental 1ª etapa” e a “Educação Infantil” começaram a funcionar a partir 1980. O “Ensino Fundamental 2ª etapa”, “Científico”, hoje Ensino Médio, começou em 1972 e foi aprovado definitivamente em 1974.

Na época em que o Ensino Profissionalizante era obrigatório, o Colégio implantou o Curso de Auxiliar de Química e o de Desenho de Publicidade e, posteriormente, o Magistério.

Foram diretores do Colégio, os padres Vicente Nuin, José Goyena, Pedro Cenoz, Carmelo Marañon, Alberto Tellechea, Carlos Aguerrea, Arilson Aparecido de Oliveira. O atual diretor titular é o Pe. Fernando Aguinaga. Jacqueline Caixeta Figueiredo é a diretora pedagógica e Flávio Aquino é o diretor administrativo

Cadastre-se em nosso Site